Electrificação da Linha do Minho

Eventuais consequências para a população estudantil

4 de março de 2020
Electrificação da Linha do Minho
No passado dia 21 no Auditório da Biblioteca Municipal, pelas 21 horas e 30 minutos, organizado pela Associação de Pais/ Encarregados de Educação juntamente com o Agrupamento de Escolas Muralhas do Minho e apoio da Protecção Civil de Viana do Castelo e da Infraestruturas de Portugal, teve lugar uma sessão de esclarecimento, subordinada ao tema “Electrificação da Linha do Minho – Eventuais consequências para a população estudantil”, cujos oradores foram Marco Domingues (Comandante Distrital da Protecção Civil) e Manuel Teixeira (Responsável da Unidade de Emergência Norte das Infraestruturas de Portugal)”. 
Os pais/encarregados de educação encheram o espaço e demonstraram ser um público participativo e preocupado. Numa primeira parte, Manuel Teixeira elucidou os presentes sobre a evolução que a electrificação da Linha do Minho irá provocar, menor poluição, comboios mais silenciosos e mais rápidos, bem como de maior dimensão já que esta electrificação está a ser acompanhada de obras de requalificação de algumas estações para possibilitar uma melhor circulação. A intervenção prevista integra um conjunto de acções que se caracterizam pela electrificação de toda a Linha do Minho com instalação de catenária entre Nine e Valença Fronteira, instalação de sinalização electrónica e telecomunicações, adequação de layouts, construção de novas estações técnicas para o cruzamento de comboios de mercadorias e intervenções em obras de arte e passagens de nível. A modernização da Linha do Minho vai permitir uma melhoria da ligação dos serviços ferroviários internacionais de passageiros e mercadorias com a Galiza. Da mobilidade dos passageiros da área do Grande Porto, quer nas deslocações internas, quer nas deslocações desta área com outras a norte. Do transporte ferroviário de mercadorias, designadamente, nas relações de Portugal com a região espanhola da Galiza. No entanto Manuel Teixeira também referiu que é necessária uma maior atenção por parte da população e a necessidade de tomar precauções acrescidas, devido a possibilidade de electrocussão nas infraestruturas eléctricas e colisões com as catenárias. Todas as electrificações serão efectuadas à tensão de 25.000 Volts / 50 Hz, (em nossas casas temos aproximadamente 220 volts), pelo que a margem de segurança de aproximadamente de 2,5 metros às catenárias, cabos e postes, deve ser sempre cumprida por todos. Frisou que não podemos circular no corredor ferroviário, ter cuidado com o que transportamos para evitar o contacto com a linha aérea destinada ao transporte de energia para a tracção eléctrica, atendendo que se existir contacto a possibilidade da ocorrência de electrocussão é elevada. Junto aos estabelecimentos escolares vai existir um reforço ao nível de segurança para evitar o mais possível a interacção entre os alunos e a ferrovia, mas a curiosidade e o atrevimento dos jovens é sempre de considerar, pelo que devemos estar sempre atentos e alertar para os perigos de uma conduta não consentânea com esta nova realidade. Também foi referido pelos oradores que com comboios mais silenciosos e rápidos deve existir uma especial atenção no atravessar da linha, sempre pelas passagens permitidas e cumprir com todo o rigor a sinalização. É que um comboio demora cerca de 10 vezes mais a parar que um automóvel … Marco Domingues reforçou a necessidade de a precaução e cumprimento das regras de segurança dever estar sempre presente nos nossos comportamentos já que a prevenção é essencial para evitar a ocorrência de acidentes. Foi com este “alerta” que esta sessão finalizou, esperando- se agora que até ao final deste ano, a electrificação da linha do Minho esteja concluída e que os benefícios não sejam “beliscados” com comportamentos inadequados da população que impliquem um risco acrescido.

Adicionar comentário

Siga-nos

Leia as últimas notícias através das redes sociais!

Receba as últimas notícias!

Enviamos via e-mail diretamente par si.

PUB
PUB

Instagram

Últimas nas Redes